12/02/2022 às 21h00min - Atualizada em 12/02/2022 às 18h15min

Displasia Coxofemoral: doença que afeta articulação de cães

Substituição do quadril por uma prótese melhora a qualidade de vida de animais portadores da enfermidade

Raniele Alves - editado por: Annally Lima
Fonte: Fisiocarepet
DOENÇA
 
A Displasia Coxofemoral (DCF) é uma doença articular hereditária caracterizada pela má formação da região do quadril do animal, que pode ser desenvolvida por qualquer raça de cão, principalmente, as de grande porte como: Rottweiler, Pastor Alemão e São Bernardo. Contudo, é válido destacar que mesmo sendo raro algumas raças de gatos grandes podem apresentar predisposição à doença, por exemplo, a Maine Coon, conhecida por ser a maior raça de gatos do mundo.
 
A DCF causa alteração anatômica das articulações coxofemorais responsáveis pela locomoção do animal, como ossos, tendões e ligamentos. Por ser uma doença de ordem genética, é necessário que os responsáveis pelos cães aptos à reprodução submetam seus animais a exames. Caso o resultado seja positivo para displasia é recomendado evitar a reprodução desse animal para evitar a transmissão desses genes aos descendentes.
 
IDENTIFICAÇÃO
 
Como a doença altera as estruturas responsáveis pela função motora do animal, é necessário recorrer a um médico veterinário especializado em ortopedia para que exames radiográficos sejam realizados. Mas, é possível que o dono do animal doente perceba mudanças exteriores, como variações comportamentais e físicas do cão. Outros indícios como, diminuição de passeios e corridas, perda muscular dos membros traseiros e dificuldade de locomoção são alguns sinais que servem de alerta para os cuidadores.
 
A identificação da doença é feita por radiografias. A técnica PennHip é muito utilizada em casos da doença, pois ela avalia a displasia coxofemoral a partir da lassidão articular – desgaste de uma parte do corpo. A utilização dessa técnica permite diagnosticar de forma precoce a doença ainda nos primeiros meses de vida do bicho.
 
Nesse sentido, a estudante de medicina veterinária pela Universidade Federal de Sergipe, Mariany Monteiro, orienta que os cães sejam levados regularmente ao veterinário para que a identificação de problemas aconteça o mais rápido possível.
 
“A Displasia Coxofemoral é uma doença fácil de ser identificada pelos donos dos animais. Mas, é somente a partir de um diagnóstico de um médico veterinário que o tratamento do bicho pode ser iniciado. Quanto mais rápido é o diagnóstico melhor será a recuperação motora do animal. Por isso, é sempre bom levar seu pet uma vez por ano em seu veterinário para a realização de exames em geral”, esclarece Mariany.
 
TRATAMENTO
 
A forma do tratamento do animal irá depender do estágio da doença. O acompanhamento de um profissional de veterinária, além do uso de anti-inflatórios e fisioterapia são algumas formas de tratamento paliativo para evitar que o animal sinta dores constantes. É preciso também ficar atento ao peso do animal. O sobrepeso pode sobrecarregar as articulações já prejudicadas pela displasia. Em casos mais graves o tratamento para a DCF é a substituição total do quadril por uma prótese a partir de um procedimento cirúrgico.

“O cão só usará a prótese caso os métodos clínicos, como uso de medicação e tratamentos, não tenham resultados para recuperação do animal. Nesse caso, recorre-se a uma cirurgia quando a articulação não é mais funcional nem pode ser recuperada” explica a estudante.
 


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 
ALVES, Kaique. Displasia coxofemoral em cães: tratamento, prevenção e convivendo com a doença. Vetmétodo diagnósticos. Disponível em: https://www.vetmetodo.com.br/displasia-coxofemoral-em-caes/. Acesso em: 10 de jan de 2022
Pennhip. Hospital Veterinário principal. Disponível em: http://www.hospvetprincipal.pt/pennhip2.html#:~:text=O%20m%C3%A9todo%20Pennhip&text=Trata%2Dse%20de%20um%20m%C3%A9todo,dos%204%20meses%20de%20idade. Acesso em: 3 de jan de 2022
Tudo sobre displasia coxofemoral. Petlove. Disponível em: https://www.petlove.com.br/conteudo/saude/doencas/displasia-coxofemoral. Acesso em: 10 de jan de 2022.
Displasia coxofemoral: tudo sobre a doença. Fisiocarepet, 2018. Disponível em: https://fisiocarepet.com.br/displasia-coxofemoral-caes/. Acesso em: 10 de jan de 2022.
 
 
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »