31/03/2021 às 09h14min - Atualizada em 31/03/2021 às 09h09min

Robert Lewandowski lesiona o joelho e está fora das quartas da Champions League

Estiramento de ligamento tira melhor do mundo de combate por quatro semanas; Bayern encara o PSG no torneio continental

Mickaelly Camilly - editado por Wesley Bião
Atacante polonês desfalca o Bayern nas quartas da Champions League (Foto: Divulgação/FC Bayern München)

O centroavante do Bayern de Munique, Robert Lewandowski, teve um estiramento de ligamento no joelho direito e ficará fora de combate por quatro semanas. O polonês se lesionou no jogo contra Andorra, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, realizado no domingo (28). Desta forma, um dos principais jogadores da equipe alemã ficará ausente das partidas das quartas-de-final da UEFA Champions League, contra o PSG.

 

As primeiras informações davam conta de uma lesão pequena e que a probabilidade de ausência seria entre cinco a dez dias. Porém, na terça (30), Lewa voltou para o Bayern e lá teve a confirmação de que a lesão tinha uma gravidade maior que a prevista e que o tempo de afastamento seria de quatro semanas. 

 

O Bayern perde o centroavante em um dos momentos mais importantes na temporada. A equipe da capital tem confronto direto contra o RB Leipzig pela liderança da Bundesliga no próximo sábado (3), na Red Bull Arena e as partidas da Champions League, marcadas para os dias 6 e 14 de abril. Caso a equipe bávara se classifique, existe a chance do craque ficar de fora da primeira partida das semifinais.

 

Lewandowski soma 42 gols e oito assistências nas 36 partidas jogadas nesta temporada. Pela Champions League, tem cinco gols em seis partidas. A lesão pode atrapalhar a quebra do recorde de Gerd Müller, ídolo do clube bávaro, que na temporada 71/72 marcou 40 gols na primeira divisão. A marca, considerada impossível, está prestes a ser quebrada pelo polonês, que já chegou aos 35 gols em 26 rodadas na atual campanha.

 

BAYERN SEGUE COM O FAVORITISMO?

 

O time do Bayern tem grandes jogadores que podem fazer essa substituição. A queda no favoritismo é mínima, pois Lewa vive uma temporada brilhante e certamente fará falta. Contudo, teremos um PSG em transformações, gerada pela temporada agitada, com lesões, irregularidades, troca de técnico, e o retorno de Neymar para um jogo decisivo, porém, sem ritmo.

 

A alternativa para a substituição seria optar por Choupo Moting, este, foi vice-campeão pela equipe de Paris na temporada anterior. Elogiado pelo time atual, soma cinco gols pela equipe alemã e pode ser uma opção clara de substituição, mas talvez não de início de jogo. 

 

Outra escolha, seria uma mudança básica de posição. Hansi Flick pode adiantar Thomas Muller para que ele possa trabalhar como falso nove, mas é uma escolha que moverá muitas peças na tática do time. Terceira e útil opção, seria posicionar Gnabry como centroavante, atacante mais próximo dos zagueiros, para manter o meio campo igual, e no ataque um trio de velocidade, mobilidade e dinamismo, com Coman, Sané, e o próprio Gnabry, que auxiliará os companheiros fora da área e por dentro.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »