16/05/2019 às 21h06min - Atualizada em 16/05/2019 às 21h06min

Usuário master gold top? Hã?

Socorro Moura - Editado por Millena Brito
Pinterest

 

Black Mirror é uma série da streaming Netflix que faz uma projeção de como as tecnologias podem influenciar em nossas condutas e no nosso dia a dia. A cada capítulo é apresentado uma leitura futurista das nossas hiper conexões ou da privacidade não tão privada. São episódios isolados onde a ligação mais aparente está mesmo nas tecnologias, conectividade e suas consequências.

Uma certa vez, em discussão na sala de aula, o professor surpreendeu a todos com a pergunta: já podemos encontrar essa realidade high tech no nosso cotidiano? O susto foi geral. Uma colega de sala logo se apressou em dizer que não. Como não? No caso, a analogia sugerida era sobre o episódio "Queda livre", da personagem Lacie, protagonizado pela atriz Bryce Dallas Howard. Em sala mesmo, já tinha confessado minha angústia com cada episódio assistido, pois teimava em não me enxergar em muitos detalhes. É a estranha mania de não se incluir ou julgar algo como distante, quando ele está representado nas redes sociais, em alguma tela. Afinal, tudo são com os outros, comigo não.

Assim, eu tentava. Mas a mensagem do episódio ficava, latente. No episódio de Lacie, ela se condicionou a qualificar as pessoas com estrelas, mas em contrapartida, também era qualificada. E quanto mais ganhava, mais queria. É tentador. Era um plus dos nossos já incorporados likes. E assim, era construído um terreno de possibilidades, de acordo com a popularidade que conferiam as estrelas. Óbvio que havia os dissidentes. E óbvio, não eram tão representativos; eram invisíveis. Que perigo!

Mas retomando a pergunta do mestre em sala: já encontramos essa realidade em nosso meio? Se bem observados, a realidade da qualificação pelas estrelinhas já se encontra materializada nos aplicativos de motoristas privados urbanos: a cada corrida realizada é sugerido  que notas sejam dadas. E nessa relação motorista-cliente, o usuário não está imune, recebendo em troca seus méritos devidamente computados virtualmente. A medida que você acumula também um saldo positivo e próximo da nota 5, isso é convertido com o redirecionamento de frotas confortáveis, mais motoristas disponíveis em sua região, assim como a possibilidade de corridas sem compartilhamento. Enfim, seja virtualmente bem posicionado que os benefícios virão? Reparou?

Claro que Lacie ganhou ares caricaturados pela obsessão em buscar um status nunca alcançado quando mais jovem. O tom da loucura teve seu ápice, porém, a ideia de sermos guiados pelo que aparentamos, e obter as benesses disso, não estão em um mundo ficcional. Está bem ali, na vida palpável que carregamos dia após dia. Melhor que o drama muito bem apresentado, só a finalização com os xingamentos em expressão da mais pura liberdade, aquela que acreditamos ter. Mas explodir e xingar para expressá-la, bom...prefiro likes!

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »