24/05/2021 às 00h00min - Atualizada em 24/05/2021 às 00h01min

Entenda os recentes conflitos entre Israel e Palestina

Os ataques deixaram mortos e feridos em confrontos armados

Gabriela Pereira - Editado por Júlio Sousa
Reprodução: Suhaib Salem/Reuters


 

O conflito entre Israel e Palestina tem origem histórica e recentemente ganhou um novo capítulo. A origem para que isso acontecesse partiu após o governo israelense ameaçar despejar famílias palestinas do bairro de Sheikh Jarrah, que fica fora dos muros da Cidade Velha de Jerusalém. 

 

CONTEXTO HISTÓRICO 

 

Os conflitos armados acontecem na região há muito tempo, inicialmente a disputa era apenas por território. No entanto, as religiões são conflitantes e palestinos acusam Israel de invadir e querer exterminar a população palestina da região. 

 

Em 1948, durante a fundação de Israel, a Organização das Nações Unidas (ONU), decretou que aquela região seria dividida, o lado oriental ficaria sob domínio da Palestina e o lado ocidental de Israel. Após algumas guerras, o bairro foi criado para abrigar palestinos que perderam seus lares.

 

O território ficou conhecido como Faixa de Gaza, divisa entre Israel e Egito, e é marcado pelos intensos conflitos que ocorrem no local. Atualmente a região está sob comando do exército israelense e do grupo extremista Hamas. 

 

O grupo exigiu que o governo israelense retirasse as tropas dos bairros dos refugiados palestinos. No entanto, a ordem foi desacatada. Após esse episódio, o Hamas começou a disparar foguetes em direção a cidades israelenses. Houve um ataque na Faixa de Gaza por parte de Israel em resposta aos foguetes, o que aumentou a tensão.



 

RAMADà

 

O Ramadã é um ritual religioso extremamente importante para os mulçumanos. Durante 30 dias são realizados jejuns do nascer ao pôr do sol e uma série de orações constantes. Entretanto, o conflito se estendeu e interferiu na celebração palestina. 

 

Houve grande violência e repressão com os palestinos durante o período. Foram utilizados spray de pimenta, bombas e algumas granadas contra os fiéis dentro da mesquita de al-Aqsa, sagrada para os mulçumanos. 

 

Palestinos se reuniram na mesquita como forma de demonstrar solidariedade aos que sofrem com os conflitos e como forma de protestar contra a violência por parte do exército israelense.

 

A população muçulmana foi impedida de entrar no complexo próximo às mesquitas sagradas. Acredita-se que o uso de violência nos últimos dias do ramadã foi uma forma de desestabilizar e insultar os palestinos. 



 

De acordo com a Human Rights Watch (HRW), Israel reproduz um comportamento semelhante ao Apartheid contra a população palestina. O relatório ainda afirma que: “A política israelense é manter a dominação sobre os palestinos e cometer graves abusos contra aqueles que vivem nos territórios ocupados”.

 

A ONU, os EUA, a União Europeia e a Rússia condenam o posicionamento violento e desrespeitoso de Israel e exigem que os despejos sejam suspensos. Todavia, os EUA oferecem apoio militar ao exército de Israel. 

 

ACORDO ENTRE ESTADOS

 

Na última sexta-feira (21) houve um cessar-fogo após 11 dias de conflitos intensos. A trégua entre o governo de Israel e o grupo extremista Hamas está sendo intermediada pelo Egito e as negociações pretendem assegurar um acordo de paz duradouro. 
 

De acordo com Stéphane Dujarric, porta-voz da ONU, as possibilidades de um final a esse conflito são grandes: “estamos ativamente engajados com todas as partes relevantes por um cessar-fogo imediato” 

 














 

REFERÊNCIAS

 

P.NORBERTO.CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINOS.BBC NEWS.15 DE MAIO DE 2021. DISPONIVEL EM
< https://www.bbc.com/portuguese/internacional-57131385> 

 

W.DAN. ISRAEL E HAMAS ACERTAM TRÉGUA EM GAZA. AGÊNCIA BRASIL.20 DE MAIO DE 2021. DISPONIVEL EM <https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2021-05/israel-e-hamas-acertam-tregua-em-gaza


C.RODRIGO."Precisamos de uma solução baseada em dois Estados", diz Biden sobre Israel e Palestina. CORREIO BRAZILIENSE. 22 DE MAIO DE 2021. DISPONIVEL EM <https://www.correiobraziliense.com.br/mundo/2021/05/4926181-precisamos-de-uma-solucao-baseada-em-dois-estados-diz-biden-sobre-israel-e-palestina.html>


 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »